Ministério da Cultura quer aprovar plano unificado de cultura para o Mercosul

O Ministério da Cultura (MinC) quer aprovar um plano de ação cultural unificado, de médio prazo, para todos os países integrantes do Mercosul durante o período em que o Brasil estiver à frente da presidência pro tempore do bloco econômico. Esse compromisso do ministério foi reforçado durante reunião da coordenação da presidência pro tempore do Brasil do Mercosul Cultural, realizada nesta terça-feira (8/8), no MinC.
O diretor do Departamento de Promoção Internacional do MinC (Deint), Adam Muniz, descreve o projeto como um mapa do caminho para integração regional no âmbito da cultura para os países que constituem o bloco.  “Em 2020 os países poderão avaliar as metas alcançadas, em vez de cada presidência pro tempore realizar ações muito específicas e pontuais, sem estratégia a médio prazo, como funciona atualmente”, complementa.

Quilombo dos Palmares

Outros resultados pontuais também serão buscados pelo MinC nos próximos meses. Um deles é a cerimônia de entrega de Patrimônio Cultural do Mercosul à Serra da Barriga, Parque Memorial Quilombo dos Palmares, em Alagoas. Aprovado em junho deste ano, o título legitima o local como um dos principais paradigmas da resistência à escravidão, que durou mais de três séculos no Brasil.
Para Adam Muniz, o reconhecimento deve ser muito celebrado, tendo em vista que propaga a importância que o Brasil atribui ao seu patrimônio de origem africana. “É o primeiro bem brasileiro de herança africana que recebe um reconhecimento regional. Isso envolve conscientização, engajamento da população, além da própria valorização do bem”, enumerou.

Cadernos da Diversidade

O lançamento dos Cadernos da Diversidade (Cadernos de la Diversidad) é outra meta do MinC para a presidência pro tempore. De acordo com o chefe de gabinete da Secretaria da Cidadania e Diversidade Cultural (SCDC), Cristiano Vasconcelos, “a revista digital terá edições mensais e será o compartilhamento das boas ideias e experiências do movimento cultural”.
Uma revista sobre o patrimônio audiovisual, editada pela Reunião Especializada de Autoridades Cinematográficas (Recam) e um mapeamento das residências artísticas, produzido pela Fundação Nacional das Artes (Funarte), também estão inclusos.

Mercosul Cultural

O Brasil assumiu a presidência pro tempore do Mercosul em julho deste ano e fica à frente do grupo até dezembro. Durante esse período, cabe ao MinC, por meio do Departamento de Promoção Internacional (Deint), coordenar as atividades das comissões técnicas temáticas, além de preparar reunião do Comitê Coordenador Regional. Segundo o diretor do Deint, a ideia é aprovar o plano de ação cultural comum do Mercosul o fim deste ano.
Erneilton Lacerda
Assessoria de Comunicação

Comments are closed.